Escola Brasileira + Escola Européia

No mundo há várias ferramentas de trabalho. Ainda bem!
Já escolheu a sua ferramenta por afinidade? Ótimo. Saiba como usá-la, faça bom uso dela e seja um excelente profissional. Use-a para prestar um serviço de qualidade. Esse é o foco (14). Use a ferramenta escolhida, da melhor forma possível, para auxiliar as pessoas a serem mais felizes e para que se sintam mais realizadas em suas vidas. O mundo precisa disso. 

Sei que existem paixões imensas por uma determinada ferramenta. Eu mesma tenho um amor profundo pelo meu trabalho. 

Mas não há necessidade de desprezar ou menosprezar alguém que escolheu uma ferramenta diferente da sua. Não há necessidade de desprezar ou menosprezar ferramentas diferentes da escolhida por você. O importante é o resultado do nosso trabalho e como o exercemos. 

Sabe? O sol brilha para todos e a união faz a força. Acredito nisso cegamente. Ninguém é melhor do que ninguém. Somos apenas diferentes. E as diferenças são fundamentais para equilibrar os pratos de uma balança. 

Várias ferramentas diferentes constroem um palácio. O objetivo é esse, construir um palácio iluminado e não um calabouço cheio de ratos. 

Digo isso porque fico triste quando alguém (apaixonadamente) diz que uma religião é melhor do que a outra. Ou de que um Deus é maior do que outro. Acredito que religião, cujo objetivo é religar, serve para nos conectar com o divino em nós. Então, todas as religiões são válidas. Assim como todos times de futebol são válidos, pelo esporte e pelo entretenimento. Mas infelizmente ainda se mata pelo futebol e em nome de Deus. Isso rouba (23) a paz (30). 

Isso também serve quando alguém diz que uma escola de samba é mais colorida que a outra e que possui mais integrantes e que o samba enredo é mais sonoro... blá blá blá. 

É importante estarmos inseridos em um grupo sim, onde um integrante pode defender outro membro do mesmo grupo. É natural termos o 'sentimento de pertencimento', mas levar isso a sério demais onde algumas pessoas se sentem no direito de atacar outros grupos e seus membros não pode ser salutar. Comportamento assim segrega, separa ao invés de unir para evoluir

É essa a minha postura e é esse a proposta do meu trabalho. Unir para evoluir. Com todas as diferenças existentes e cabíveis, porque todas as diferenças são necessárias. 

Me alonguei para deixar registrado que existem formas diferentes de se ler As Cartas Ciganas. Existe a Escola Brasileira, desenvolvida pela nossa querida Katja Bastos. Como existe a escola europeia, seja alemã, francesa, húngara, tradicional ou não. 

Honestamente, não importa o estilo de leitura que você adotou para você. O que importa é a forma de passar as informações contidas nas cartas. O que importa é que os nossos consulentes saiam da nossa mesa de leitura melhores do que entraram, ou seja, que eles saiam mais esclarecidos e mais serenos. E mais confiantes para os desafios que a vida apresenta. 

As diferenças (regionais, inclusive) existem e sempre vão existir. Mas uma escola não é melhor do que a outra. Todas as escolas são necessárias. Vamos aceitar isso? E vamos nos unir para evoluir? Vamos nos unir para o bem do Baralho Lenormand/Baralho Cigano/Taro Cigano/As Cartas Ciganas? Vamos nos unir para elevar, ainda mais, o patamar da cartomancia? 



Sonia Boechat, com toda sua experiência, sabedoria, transparência e humildade, também pensa como eu. Leia o post do seu blog. 


http://tzaradaestrela.blogspot.com.br/2015/03/sobre-nossa-pratica-na-cartomancia.html?spref=fb 





Que a escola europeia brilhe cada vez. E que a escola brasileira brilhe cada vez. Que novas escolas surjam, que outras escolas venham e que, todas, brilhem também. 

Escolha a sua ferramenta e usa-a com sabedoria. Aprenda com as diferenças, pois elas podem ser úteis para ampliar e aprofundar o significado, mesmo que não faça sentido para você. Eu jamais descarto um aprendizado. 

Escolha o seu estilo de leitura (ou escola) e estude muito (muito mesmo), para você se tornar um profissional respeitado. Torço para que você faça excelentes leituras para construir uma bela carteira de clientes. E espero que nós possamos nos unir para evoluir

Deixo aqui um abraço fraternal para todos os cartomantes do mundo.
Alexsander Lepletier, Tânia Durão, Frank Menezes, Giancarlo Kind Schmid no 24º da Nova e Consciência, Campina Grande, fevereiro/2015

Palestrantes na III Mesa Redonda sobre As Cartas Ciganas, Rio de Janeiro, outubro/2014