Aspirante a cartomante.

Recebi a sugestão de escrever um post sobre 'como uma pessoa sabe que está apta a dar consultas' no blog, o que me motivou a destacar as questões abaixo. 

Antes de mais nada, um aspirante a cartomante deve: 

01) Fazer um curso e não se limitar, somente, a este curso. Deve escolher o estilo que vai seguir, se o método europeu ou brasileiro, até que você crie o seu próprio modo de ler as cartas ciganas. 

02) Criar intimidade com as cartas, sentir o significado (a energia) que as cartas emanam. Fazer combinações (e não ficar preso nelas), usar métodos simples (com poucas cartas) e, com o tempo, usar métodos mais complexos (com mais cartas) até se sentir pronto para a mesa real (todas as cartas na mesa). Não ter pressa na caminhada, sentir cada passo, pois dessa forma vai adquirir confiança em si mesmo. 

03) Ler o máximo de livros que puder. Hoje em dia existem excelentes livros no mercado - aguardem o meu, que já está a caminho. 

04) Praticar e praticar e praticar e praticar muito, de uma maneira lúdica, até a exaustão, pois a prática continua fornecerá a segurança interna que um novato precisa. 

05) Ler as cartas para a família, para os amigos, para os amigos dos amigos e seja honesto, diga que está aprendendo e que precisa treinar. Todos aceitam de bom grado. E é uma forma das pessoas serem generosas com você. 

06) Assistir as palestras, webnários, participar de mesas redondas. Há muito material disponível na internet. Mas filtre o que serve e o que não serve para você, sinta o que faz sentido ou não. 

07) Tirar dúvidas com profissionais experientes. Saiba que eles vão acolher a sua dúvida e que vão te orientar da melhor maneira. 

08) Aprender a ouvir sem interromper o consulente, procurar se colocar no lugar dele, sem julgamento, para poder sentir a dor dele. Querer orientar o próximo, sem impor as suas próprias crenças.

09) Aprender a não absorver a carga emocional do consulente. Isso se chama distanciamento. E Aprender a desligar-se dele assim que a consulta se encerra. 

10) Fazer com que o cliente saia melhor do que entrou na sua mesa de leitura. 

Com essas dez dicas o aspirante a cartomante se sentirá apto para atender, mas a sugestão desse post foi 'como uma pessoa sabe que está apta a dar consultas'. 

O aspirante a cartomante sabe que está apto a dar consultas quando se sente confortável com as cartas e confiante em tudo o que vivenciou no seu processo de aprendizagem. 

Quando acredita em sua própria percepção (visão, audição, tato, sensações, arrepios, bocejos...). Chamo tudo isso de intuição. 

Quando as pessoas começarem a chegar até você (e elas chegarão), assim como quem não quer nada, pedindo uma rápida olhadinha nas cartas. 

E, finalmente, quando você souber o valor do seu tempo e da sua dedicação pelo tempo de estudo. Digo isso quanto ao valor que você vai estipular para os seus atendimentos. A princípio você pode cobrar um incenso, uma vela, um cristal, uma moeda. E, com o tempo (e sem pressa) ir aumentando o valor que você estipulou inicialmente. Mas se alguém não puder pagar, seja flexível, dê desconto ou troque por um serviço. 

A todos os aspirantes a cartomantes desejo muito estudo, muita prática e boas leituras. Saiba que você estará a serviço de um bem maior. 


Dedico este post ao meu amigo José Fernando Martins de Oliveira, criador do belíssimo e suave "Baralho Cigano Sorte Lenormand". 

Que sua doçura possa alcançar o coração das pessoas. 

E siga o propósito da sua alma, acreditando, sempre no seu potencial. 
Beijos no seu coração. 

Mystic Fair 2015

A Mystic Fair de 2015 foi um verdadeiro sucesso. O Clube Monte Líbano estava completamente lotado de pessoas que foram visitar o evento. Foi muito trabalho, atendi a muitos consulentes, estava rodeada de amigos queridos e a alegria foi uma constante do início ao fim.





Eu, Katja Bastos (a mãe da escola brasileira de baralho cigano, muito humilde, sempre simpática e com os braços estendidos  para um abraço aconchegante) e Adriana Padula.

André Mantovanni, autor do livro Tarô Cigano, eu e o Claudiney Prieto, idealizador e organizador da Mystic Fair.


Eu, Edmilson Duran da Editora Alfabeto, patrocinadora das III e IV Mesa Redonda sobre As Cartas Ciganas e Chris Wolf. 

Chris Wolf, Adriana Padula, Fernando Omar Said, Dalila Tiago e eu, todos amigos, cartomantes e palestrantes da Mesa Redonda sobre As Cartas Ciganas.

Encerramento da Mystic Fair, o meu muito obrigada a D. Noemia, Linda e Patricia, pelo carinho com todos os oraculistas. 


Até a Mystic Fair 2016. 

Os pecados (15) x As virtudes (30) - Por Tânia Durão

O urso é um animal puramente instintivo e muito intenso. Ele age e reage sem nenhum controle, por isso ele usa a toda a sua força selvagem. 
Os pecados (15) são uma classificação das condições humanas conhecidas como vícios. É usada pelo catolicismo para educar os adeptos e para controlar os instintos básicos do ser humanoA igreja católica classificou e selecionou os 07 pecados capitais, conforme o tabela abaixo.
Fonte: www.catolicoorante.com.br



Virtude (30) em grego significa uma qualidade moral particular. Virtude no sentido moral seria a inclinação de uma pessoa de buscar praticar o bem ou a fazer boas ações. Segundo Aristóteles, é uma disposição adquirida de fazer o bem, e elas se aperfeiçoam com o hábito. Agir de acordo com as noções de bem, dentro da ética e com justiça, fugindo das tentações e buscando sempre a prudência nas ações. Dentro do Catolicismo há as virtudes teologais (fé, esperança e caridade), que são um dom de Deus. E temos as virtudes cardeais (prudência, valentia, temperança e justiça), que se adquirem pelo esforço e são de onde todas as outras virtudes se originam. 
Fonte: www.significadosbr.com.br/virtude

Classifiquei os pecados e as virtudes, conforme abaixo:

Pecados – Urso (15)
Virtudes – Lírios (30)
Gula: desequilíbrio na alimentação. Desejo insaciável por comida e bebida. Relacionado ao egoísmo, querer mais e mais, é uma forma de cobiça.
Temperança: autocontrole e moderação.
Constante demonstração de uma prática de abstenção.
Ira: desequilíbrio na emoção. Intensa raiva ou rancor que pode (ou não) levar a um sentimento de vingança.
Paciência: serenidade e paz. Resistência a influências externas e moderação da própria vontade.
Luxúria: desequilíbrio no prazer. Desejo passional por todo prazer sensual, deixa-se dominar pelas paixões.
Castidade: simplicidade. A moral de si mesmo e alcançar pureza de pensamento através de educação e melhorias.
Preguiça: desequilíbrio no descanso. Falta de capricho ou de empenho. Desleixo, lentidão ou moleza.
Diligência: presteza, ética, decisão e objetividade. Ações e trabalhos integrados com a própria fé.
Avareza: desequilíbrio no ter. Apego exagerado aos bens materiais.
Generosidade: desprendimento. Dar sem esperar receber algo em troca, comportamento que expressa bondade.
Orgulho: desequilíbrio na autoestima para cima, que gera vaidade, soberba ou arrogância.
Humildade: modéstia. Comportamento de total respeito a Deus e em segundo lugar ao próximo.
Inveja: desequilíbrio na autoestima para baixo, desejo exagerado pelas posses, status, habilidades e tudo o que outra pessoa tem ou consegue, cobiça o que é do próximo.
Caridade: compaixão e solidariedade. Autosatisfação,  amizade e simpatia, sem causar prejuízos. Na religião cristã consiste em amar a Deus acima de tudo e ao próximo como a si mesmo. Trata-se, portanto, de um amor sem interesses.


Vejo o urso como um cristal em estado bruto, que ainda não foi lapidado, por isso ainda não se transformou em uma bela joia a ser admirada. 

Honestamente, acredito que cada ser humano pode (e deve) desenvolver (12) o seu lado mais nobre, de caráter elevado. Qualquer pessoa pode se transformar em um ser virtuoso, basta praticar o bem. 

É para isso que estamos encarnados no planeta terra. Como diz o ditado popular, "Pratique o bem, não importa a quem".

Carta 36 - Conquista ou sofrimento?


A cruz é a última carta do baralho cigano. É a carta que figura todas as experiências aprendidas, pois já vivenciou todas as outras 35 cartas. 

Representa a capacidade que cada ser humano tem de se sentir realizado, através de muita luta, muito sacrifício e algumas renúncias. 

Imagine um alpinista que se prepara por meses para escalar uma montanha (21), como o monte Everest, por exemplo. Ele precisa de um bom condicionamento físico, precisa carregar o peso dos suprimentos, tanto da água, dos alimentos e dos primeiros socorros. Sabe dos perigos que vai enfrentar, do frio da noite, que algum animal pode feri-lo ou roubar sua comida, que pode cair e se machucar. Mas a vitória de chegar ao cume da montanha e fincar a sua bandeira é indescritível. Seu prêmio final é deslumbrar o visual que a natureza nos brinda constantemente. 

Imagine um atleta que acorda de madrugada para praticar o seu esporte. Treina diariamente, por horas a fio, por vários meses e até anos. Um atleta tem uma vida muito regrada e cheia de disciplina, tem hora para acordar e para dormir, tem que fazer uma dieta rigorosa, controla os seus movimentos e o seu tempo para se superar mais e mais e para poder vencer os outros atletas. Mas no dia da competição ele conquista a sua medalha tão suada e sobe no podium para recebê-la.

Agora imagine o astronauta Neil Armstrong, o primeiro homem (28) a pisar na lua (32) em 1969. Quantos "anos" de estudo e de preparo, quantas vezes precisou renunciar a família, quantas oportunidades perdidas de brincar com os filhos ou de se divertir. Mas imagine a sua emoção (32) ao conseguir, enfim, pisar na lua.  

Algumas pessoas acreditam (ou foram levadas a acreditar) que carregam fardos pesados, que suportam sofrimentos indescritíveis e infinitos. Algumas pessoas aprenderam que viver é sofrer, é suportar todo o peso do mundo e tem que se conformar com a dor. E, às vezes, fazem isso, sem reclamar. Sofrem caladas, numa resignação silenciosa. 

Outras pessoas renunciam os próprios sonhos, o próprio bem estar ou a própria felicidade em prol dos pais, dos filhos ou da família. 

Essa semana vi um vídeo onde uma menina síria, de apenas 13 anos foi "vendida" para se casar com um homem de 60 anos, enrugado e feio. Ela relatou que era espancada e violentada diariamente. Sim, isso é real e é constante em alguns países, cuja cultura permite essa prática. Seu relato de sofrimento a fez chorar e suas lágrimas foram derramadas sobre a burca. Seus olhos verdes, expressavam uma tristeza profunda. Pude sentir todo o seu sofrimento e chorei com aquela menina. O que mais me impressionou foi que ela disse que precisava ajudar os pais e os irmãos, por serem muito pobres. Imagina o sacrifício dessa menina.  

Algumas pessoas deixam de sair para se divertir, cancelam viagens encima da hora, desistem de investir em um curso ou na faculdade, só para cuidar de alguém da família que adoeceu repentinamente ou para estar com um amigo que se acidentou.

Comecei a trabalhar aos 17 anos, para pagar a minha faculdade e, quando dava, ajudava nas despesas da casa. Essa foi uma fase difícil. Eu deixava de sair para dançar (programa que eu sempre gostei de fazer), deixava de comprar roupas novas, primeiro porque não tinha dinheiro sobrando e segundo para economizar. E isso na casa dos 20 anos. Por um lado eu achava que estava abrindo mão da minha juventude, por outro achava que era o certo a fazer, pois as minhas chances de ser promovida ou de conseguir um emprego melhor seria através da escolaridade e do meu empenho na seguradora que eu trabalhava. Lembro que certo mês, eu recebi 220 mil cruzeiros de salário e a mensalidade na faculdade era 218 mil, então restaram 2 mil para eu passar o mês inteiro, só que um mil cruzeiros era, apenas, o preço de uma única passagem de ônibus. Sim, eu passei por isso e esse referido mês me marcou muito, pois eu não sabia o que fazer, então minha mãe me deu 50 mil cruzeiros para que eu pudesse andar de ônibus por um mês. Mas sabe aquele gostinho da vitória? Sabe quando você conquista uma coisa com muito sacrifício? Foi assim que eu recebi o meu sonhado diploma na colação de grau aos 26 anos de idade. Valeu a pena todos os quatro longos anos de luta. Me senti uma vitoriosa. Aos 27 anos eu, finalmente, fui promovida a técnica senior em uma seguradora multinacional. A partir daí tudo mudou. O salário aumentou, a diversão ampliou, roupas novas, começaram as viagens, montei o meu apartamento....





A música "A Estrada" do Cidade Negra me remete a carta 36 "Você não sabe o quanto eu caminhei para chegar até aqui, percorri milhas e milhas antes de dormir, eu não cochilei. Os mais belos montes escalei. Nas noites escuras de frio chorei..." Cidade Negra.

Acredite em toda a sua luta, no seu sacrifício para conquistar os seus sonhos. Acredite na sua capacidade de conquista. E desfrute das pequenas vitórias que, todos os dias, chegam até você. Conte as suas conquistas e sinta-se um vencedor. 


Dedico esse post a minha amiga Anny Olivedo, da Gramax Gráfica, por todas as renúncias que fez na vida pra ser o que é, uma pessoa que não tem medo de expressar o seu afeto e de amar de peito aberto. 

Dedico o post da vitória a você, Anny Olivedo, por se sacrificar tanto, por trabalhar seis dias da semana, sem hora para acabar e sempre com um sorriso no rosto. Por ser a excelente profissional que é. 





Obrigada por me receber, sempre, com tanto carinho. E pela paciência que você me dedica.

Valeu por ter criado a logo AS CARTAS CIGANAS os cartões de visita, banner... 

Obrigada por criar a arte do meu baralho Luz do Sol. Sei o trabalho ENORME que te dei.  

Carta 27 - Como as pessoas se comunicam

Em meus atendimentos percebo que no mundo há uma falha muito grande na comunicação. Julgo, inclusive, ser o mal do século, pois as pessoas não se comunicam de uma maneira adequada, muitos não dizem o que querem, não expressam o que sentem e isso pode gerar muitos conflitos nas relações humanas. Alguns se calam para não se aborrecerem e outros são agressivos, explodem, cobram, criticam, acusam ou são intimidadoras. Nós, cartomantes, podemos instruir que nossos consulentes façam um esforço para melhorar a forma como se expressam.   

27 + 01-cavaleiro
Fala impulsiva, fala sem pensar.
27 + 02-trevo
Dificuldades na comunicação.
27 + 03-navio
Fala que mantém distância.
27 + 04-casa
Fala equilibrada, conservadora, rígida.
27 + 05-árvore
Fala lenta ou fala construtiva, com troca de informações.
27 + 06-nuvens
Se expressa de maneira confusa, ninguém entende.
27 + 07-cobra
Mentiras, fofocas, fala com malícia.
27 + 08-caixão
Conversar consigo mesmo.
27 + 09-flores
Fala alegre ou entusiasmada.
27 + 10-foice
Parar de falar, cortar a comunicação.
27 + 11-chicote
Impor-se mais ou fala que gera conflitos, disputas ou punições.
27 + 12-pássaros
Fala livremente, sem inibições.
27 + 13-criança
Fala infantil, não se dá muito crédito.
27 + 14-raposa
Se expressa com sensualidade, querendo seduzir.
27 + 15-urso
Se expressa de uma forma maternal ou agressiva.
27 + 16-estrela
Fala de uma maneira intuitiva.
27 + 17-cegonha
Se surpreende com a forma positiva de falar.
27 + 18-cão
Fala amigável.
27 + 19-torre
Falar, dar aula ou palestra está no destino do consulente.
27 + 20-jardim
Fala superficial, para aparecer.
27 + 21-montanha
Fala pesada, com críticas, acusações, cobranças.
27 + 22-caminhos
Fala livremente, sem bloqueios.
27 + 23-ratos
Fala que gera desentendimentos, desaforos, insultos.
27 + 24-coração
Fala afetuosa. Deixar o coração falar.
27 + 25-anel
Fala em grupo, que gera a união.
27 + 26-livro
Fala com timidez, com reserva.
27 + 28-homem
Fala prática e racional.
27 + 29-mulher
Fala tudo ao mesmo tempo.
27 + 30-lírios
Fala tranquila, se expressa com serenidade.
27 + 31-sol
Fala com clareza, transparência.
27 + 32-lua
Fala emocional.
27 + 33-chave
Fala que gera soluções.
27 + 34-peixes
Fala que se aprofunda no assunto.
27 + 35-âncora
Fala com segurança ou está fixado em repetir as mesmas coisas.
27 + 36-cruz
Fala com sabedoria, mas cuidado com reclamações.

As Cartas Ciganas e as profissões - Por Tânia Durão

Através da minha experiência fui percebendo a possibilidade de associar uma profissão com As Cartas Ciganas. 

01-Cavaleiro: Área militar. Forças armadas, marinha, exército, aeronáutica.

02-Trevo: Área de limpeza, garis, faxineiros, reciclagem. Despachantes.

03-Navio: Área turística, agentes de viagem, pilotos, comissários de bordo, guia turístico. Pessoas que trabalham em portos, aeroportos, rodoviárias. Caminhão de mudança. Mergulhadores.

04-casa: Área da engenharia civil e da arrquitetura, decoradores (designer de interiores, feng shui, organizadores), paisagistas, corretores de imóveis, pedreiros, eletricistas, copeiros. 

05-Árvore: Área médica. Médicos, enfermeiros, fisioterapeutas. Nutricionistas. 

06-Nuvens: Metereologistas. Paraquedista. Asa delta.

07-Cobra: Sexólogos. Ginecologistas e urologistas.

08-Caixão: Área mental. Psiquiatras, psicólogos, terapeutas.

09-Flores: Área artística, músicos, bailarinos, compositores, atores, pintores, escultores, escritores, cineastas. 

10-Foice: Área rural. Engenheiros agrônomos, fazendeiros, agricultores, floristas. Cirurgiões. Açougueiros.

11-Chicote: Área policial, delegados, detetives, agentes penitenciários. Magos e feiticeiros.

12-Pássaros: Área esportista, atletas em geral, preparadores físicos.  

13-Criança: Área Infantil. Pediatras, recreadores infantis, babás. Profissionais de creches e orfanatos. Profissionais circenses.

14-Raposa: Área da moda e da beleza, estilistas, modelos, costureiros, fotógrafos, cabeleireiros, maquiadores, manicures. 

15-Urso: Área gastronômica, chef de cozinha, cozinheiros, garçons, baristas, bartenders. Profissionais de restaurantes, bares e lanchonetes. 

16-Estrela: Astrônomos, astronautas.

17-Cegonha: Mágicos e ilusionistas. 

18-Cão: Área veterinária, zootecnistas, cuidadores, adestradores e protetores dos animais. 

19-Torre: Área espiritual. Sacerdotes (padres, monges, rabinos). Pessoas dedicadas a religião.

20-Jardim: Área do entretenimento. Casas de shows, boites, casas de festas, casas de chá, parque de diversão, parque aquático, promoters.
  
21-Montanha: Área jurídica. Juízes, advogados. Pessoas que trabalham com a ordem e a lei. Alpinistas.

22-Caminhos: Profissionais que trabalham na rua. Bombeiros, paramédicos, carteiros, taxistas, ambulantes. 

23-Rato: Cassinos, bingos, jogos de azar. Ladrões, traficantes, terroristas, infratores, corruptos, laranjas, falsidade ideológica. 

24-Coração: Instituição de caridade. Filantropia, ONGs, trabalho voluntário.

25-Anel: Joalheiros. Químicos e farmacêuticos.  

26-Livro: Área acadêmica. Professores, historiadores, pesquisadores, cientistas, bibliotecários, contadores, arqueólogos, filósofos. Museus. 

27 Carta: Área da comunicação. Jornalistas, marketing, publicidade, webdesigners, oradores, palestrantes, locutores de rádio, apresentadores de televisão. Relações públicas. Profissionais de vendas, corretores em geral.  

28-Homem: Área tecnológica. 

29-Mulher: Área administrativa, secretárias. 

30-Lírios: Serviço social. Diplomatas, ética, etiqueta e boas maneiras. 

31-Sol: Celebridades, pessoas famosas. Todos que tem fama e que se destacam em sua profissão.  

32-Lua: Área mística, oraculistas, cartomantes, esotéricos. 

33-Chave: Chaveiros.

34-Peixes: Área financeira. Economistas, tributaristas, bancários, securitários, comerciantes. Pescadores.   

35-Âncora: Área de vigilância, seguranças, vigias. Porteiros.

36-Cruz: Área geriátrica. Asilos e cuidadores de idosos. 


Nota: Chris Wolf me ajudou na conclusão desse post. 

Um lindo presente que recebi de um aluna.

Autora: JACQUELINE ESMERALDA ALEGRIA.

Há muito tempo atrás venho tentando voltar a ser uma AMAZONA (01), montar em meu cavalo, superar meus TREVOS (02), sair da zona de conforto usando meu NAVIO (03),conseguir meu equilíbrio na minha CASA (04) interna, achar minhas curas nas raízes ancestrais da minha ÁRVORE (05) para ver as coisas com clareza esperando as NUVENS (06) passarem.
Mas precisava perder os medos da minha COBRA (07) renascer no meu CAIXÃO (08), mudando meus conceitos, encontrar minhas FLORES (09) minhas motivações para que com a FOICE (10) eu pudesse cortar os apegos, romper com o que fosse necessário para ter de volta em minhas mãos o CHICOTE (11) da minha vida com empenho, garra a dedicação, porque só assim eu sabia que iria poder com os PÁSSAROS (12) alçar vôos que, eu me achando despreparada e imatura como uma CRIANÇA (13) não o fiz. 
O que eu precisa era apenas acordar minha RAPOSA (14), aproveitar as oportunidades que eu não conseguia pelas minhas hibernações e desistências, eu tinha que controlar esse URSO (15) interno, e sem forças pedi a ajuda das ESTRELAS (16), pedi aos meus mentores, guias, orixás e protetores espirituais que me trouxessem as CEGONHAS (17), que novos acontecimentos surgissem e eu conseguisse quebrar a rotina, minha única intuição era: Seja para você o seu CÃO (17), seja fiel a você, seja sua verdadeira amiga, mas antes precisará ir para TORRE (19), escutar seu silêncio, entender seu destino e o qual seu Karma, depois plante o seu JARDIM (20), zele por ele.
E mesmo que as MONTANHAS (21) te trave ou te impeçam, siga seu CAMINHO eles estão abertos e vale a pena! Não deixe que os RATOS (23) roubem sua paz e suguem suas energias, encontre onde esta o seu CORAÇÃO (24) e faça o que ama, use sua ALIANÇA (25) se comprometa com você. Busque conhecimentos use seu LIVRO (26) vá atrás do que quer mas guarde seus segredos. Use a CARTA (27) que dá comunicação, fale, ouça...Seja racional e analítico como um HOMEM (28) mas não perca seu lado MULHER (29), não cale suas emoções. 
Traga nas mãos os LÍRIOS (30) da serenidade, da nobreza, das virtudes sem deixar a passividade tomar conta. Você é o SOL (31)! Use seu brilho, sua transparência, cuide do seu emocional preste atenção na sua LUA (32) use as emoções a seu favor. 
Você tem a CHAVE (33) nas mãos, são suas escolhas daqui pra frente, busque as respostas, ame e se entregue profundamente aos seus sonhos e com os PEIXES (34) conquiste seus bens materiais para que você seja sua própria ÂNCORA (35), tenha estabilidade, firmeza e segurança. 
E jamais se esqueça, sem lutas, sem sofrimentos, sem sacríficos e sem renúncias nada se conquista. Ainda tem muito pela frente, mas VOCÊ TEM A CRUZ DA VITÓRIA! (36).
Não foi fácil escrever esse texto, como não esta fácil digitar agora entre sorrisos, lágrimas e no peito uma imensa vontade de conseguir colocar em palavras o quanto agradeço... AGRADEÇO a TODA ESPIRITUALIDADE DE LUZ, A MINHA CIGANA ESPIRITUAL pois sei que foi ela que me trouxe até aqui e a você Tânia Durão, vocês foram as ESTRELAS que encontrei na minha TORRE. Por isso hoje consegui construir esse texto com o coração e com a alma porque foram as Lições que você, com tanta paciência e maestria, me ensinou durantes essas últimas semanas e foram através desses nossos encontros que eu me redescobri, que posso dizer que RENASCI! Cresci, amadureci e voltei a acreditar em mim, descer dela não vai ser fácil, mas agora é preciso. 
É preciso seguir e continuar estudando e me dedicando pois como te disse essa é minha meta e meu sonho. 
Obrigada Tânia por tudo !!!! Espero que não se esqueça dessa sua aluna, porque mesmo sem te pedir licença ou permissão você faz parte da minha vida. OBRIGADA, GRATIDÃO! NAMASTÊ, SASTIMUS, NAISTUKE LE SÁ. 

Um beijo no seu coração e na palma de sua mão com cheiro de zíngara. JACQUELINE ESMERALDA ALEGRIA.


Nota: Ainda estou emocionada com esse belo texto. Tão forte e verdadeiro, tão inspirador. Eu é que agradeço, Jacqueline, por você ter chegado até aqui. Sua vontade (11) em aprender é imensa e sei que você vai ajudar muitas pessoas com o seu conhecimento (26). Te Ofereço um belo lírio (30) e receba o meu carinho (24). Bjs