As Cartas Ciganas e as 4 leis da espiritualidade - Por Tânia Durão

Na Índia existem as Quatro Leis da Espiritualidade.

1ª Lei: A pessoa que chega é a pessoa certa. Nada ocorre em nossas vidas por casualidade. Todas as pessoas que nos rodeiam, que interagem conosco, estão ali por uma razão, para que possamos aprender e evoluir em cada situação.
Obs: para mim é a carta 18-cão, pois quem passa pela nossa vida é um mestre. Alguns ensinam como fazer e outros ensinam como não fazer.

2ª Lei: O que aconteceu é a única coisa que poderia ter acontecido. Absolutamente nada que ocorre em nossas vidas poderia ter sido de outra maneira. Nem mesmo o detalhe mais insignificante! Não existe: "se acontecesse tal coisa, talvez pudesse ter sido diferente...". Não! O que ocorreu foi a única coisa que poderia ter ocorrido e teve que ser assim para que pudéssemos aprender essa lição e então seguir adiante. Todas e cada uma das situações que ocorrem em nossas vidas são perfeitas, mesmo que nossa mente e nosso ego resistam em aceitá-las.
Obs: para mim é a carta 19-torre, pois a vida/karma/destino sempre nos impulsionam para a evolução, através do aprendizado.

3ª Lei: Qualquer momento que algo se inicia, é o momento certo. Tudo começa num momento determinado. Nem antes, nem depois! Quando estamos preparados para que algo novo aconteça em nossas vidas, então será aí que terá início!
Obs: para mim é carta 12-pássaros, por tratar-se do tempo e da fé.

4ª Lei: Quando algo termina, termina! Simplesmente assim! Se algo terminou em nossas vidas, é para nossa evolução! Portanto é melhor desapegar, erguer a cabeça e seguir adiante, enriquecidos com mais essa experiência! Nenhum grão de areia, em momento algum, cai em lugar errado!!!
Obs: para mim é a carta 10-foice, pois os rompimentos, os cortes e as separações são necessárias para acreditarmos mais em nós mesmos e assim seguirmos em frente.