Baralho "Luz do Sol"

Eu gosto muito da arte japonesa, tudo é delicado e profundo, por isso escolhi criar um baralho com a temática do Japão. Um dia vou visitar este país incrível. 

Fiquei encantada com o resultado dos 4 meses de trabalho. Todos os detalhes foram "sentidos" na intenção de transmitir clareza e ao mesmo tempo leveza, pelos tons claros que o baralho carrega em si.




Quero registrar o meu agradecimento a Karla Souza por ter produzido o meu baralho. Estou satisfeita com o resultado. Agora você é a minha fornecedora.

Obrigada, José Fernando Martins de Oliveira, pelo belo vídeo que você fez para apresentar o baralho Luz do Sol e por estar engajado em produzir e divulgar os decks brasileiros. Convido os meus leitores a se inscreverem no canal Sorte Lenormand do YouTube.  

Tenho detalhes e curiosidades sobre algumas lâminas:

O cavaleiro (01) possui um Torii atrás dele, que é um portal tradicional que representa a entrada de um santuário ou de um local sagrado, demonstra que há um templo nas proximidades.

A casa (04), na verdade, é representada pelo templo dourado em Kyoto. Todo pavilhão está coberto por folha de ouro e há um lago magnífico ao redor do templo. 

A árvore (05) é um bonsai e fiz questão de deixar as raízes a mostra, para lembrar da base, da construção e do tempo. 

O caixão (08) japonês é branco mesmo, pois a cor do luto no Japão é branca. Não encontrei nenhum escuro, inclusive eles são ornamentados com flores, para uma imagem mais suave. 

As Flores (09) é representa pela ikebana, um arranjo floral com o objetivo de criar harmonia e alegria e cuja estrutura está baseada em três princípios básicos: o céu, a terra e a humanidade. 

A foice (10) japonesa se chama kama, uma pequena foice ninja, usada como arma ou ferramenta. 

A estrela (16) e o coração (24) são origâmi, que é a arte secular de dobrar papel, sem core ou cola. 

O cão (18) refere-se ao Akita ou Akita Inu é uma raça japonesa de grande porte, são animais dóceis, amigáveis e corajosos. 

A torre (19) é um dos templos da pequena cidade chamada Nikko, onde cinco estruturas são consideradas como o Tesouro Nacional do Japão. Há festivais anuais de primavera e outono com a "procissão de mil guerreiros."

O Jardim (20) é uma foto que eu tirei no Jardim Japonês de Buenos Aires. 

A montanha (21) é o monte Fuji ou Fuji-san, é sagrada por muitas religiões e é a mais alta do Japão, além de ser considerada uma das montanhas mais bonitas do mundo, pela sua beleza e simetria. Na verdade é um vulcão adormecido (está em inatividade há mais de 300 anos). Há cinco lagos que rodeiam o Monte Fuji.

A carta (27) representar os três sistemas de escrita: Hiragana, Katakana e Kanji. 

A Chave (33) e a cruz (36) foram adaptadas, pois não encontrei estes símbolos na tradição japonesa. 



Inspirado no baralho "Luz do Sol", no dia 06/08/15 lancei o 1º livro de colorir do baralho cigano - "Luz dos Sol colorindo As Cartas Ciganas", pela editora Autografia. 

Vou contar dois segredos:

01) Me senti uma verdadeira criança ao criar o livro, minha menina interior dava pulos de alegria dentro de mim e eu me imaginava colorindo cada página. 

02) Ele livro foi produzido em apenas uma semana, tamanha fluidez que ele me proporcionou. 

Espero que você se divirta como eu me diverti e que você possa expressar todas as suas cores.