Carta 19 - A Torre - Por Tânia Durão

Penso na torre como um templo, como um mosteiro, como uma igreja vazia onde reina o silêncio e a quietude. Lugar propício para a oração e meditação, para a compreensão e o autoconhecimento.


A vida exige muito de nós e nos rouba muito tempo. Não paramos para nos observar, não silenciamos a mente e não nos isolamos para estarmos em contato com o nosso interior.  Algumas pessoas passam pela vida sem se conhecer ou sem se entender. O auto-conhecimento é importante pra o devido cumprimento do karma. 

Karma significa "ação". Como diz a 3ª lei do físico Isaac Newton, toda ação corresponde a uma reação contrária e na mesma intensidade, no devido espaço de tempo. Tempo nada mais é do que energia em movimento. Causa e efeito é uma lei natural. Há sempre uma consequência para as nossas ações, o bem gera o bem e mal gera o mal. Simples assim.

A carta 19-torre fala de isolamento (isolamento sim, abandono não) e da necessidade de termos intimidade com o nosso ser mais profundo, com a nossa essência divina. Por isso é importante entrarmos em contato com o nosso Eu Superior, pois somos um espírito que possui um corpo para cumprir uma missão, seja ela qualquer for. 

Osho ensina que:
"cada um de nós carrega consigo um grande mistério que precisa ser compreendido e um potencial que precisa ser desenvolvido"
"a meditação é uma forma de se aprofundar em si mesmo até o ponto em que não há mais pensamento" 
"a meditação traz paz e silêncio"
"permita que seu silêncio seja criativo, faço algo com ele"
"a meditação é um salto da mente para o coração e, em última instância, do coração para o ser" 
"a meditação levará você a um estado de completo vazio. O vazio de si mesmo é a completude de Deus. Ao tornar-se vazio, você se torna espaçoso, torna-se hóspede para o grande visitante" "espiritual significa o centro de seu ser, enquanto material é a circunferência de seu ser"
Nota: trechos extraídos do livro "Aprendendo a silenciar a mente"  do Osho - editora Sextante.





Esta música de Gilberto Gil traduz, perfeitamente, a carta 19-torre. E cantada por Elis Regina, a capela, é de arrepiar, pois o nosso Eu Superior sabe que é verdade. 

"Se eu quiser falar com Deus, 
tenho que ficar a sós, 
tenho que apagar a luz, 
tenho que calar a voz,
tenho que encontrar a paz,
tenho que folgar os nós dos sapatos, 
da gravata, dos desejos, dos receios
tenho que esquecer a data
tenho que perder a conta
tenho que ter mãos vazias
ter a alma e o corpo nus.

Se eu quiser falar com Deus,
tenho que aceitar a dor
tenho que comer o pão que o diabo amaçou
tenho que virar o cão 
tenho que lamber o chão dos palácios, 
dos castelos suntuosos do meu sonho
tenho que me ver tristonho
tenho que me achar medonho 
e apesar de um mal tamanho, 
alegrar meu coração

E seu eu quiser falar com Deus
tenho que me aventurar
eu tenho que subir aos céus 
sem cordas para segurar
tenho que dizer adeus, dar as costas, 
caminhar, decidido, pela estrada, 
que ao fim vai dar em nada, nada,
nada, nada, nada, nada, nada, nada, nada, 
nada, nada, nada
do que eu pensava encontrar. 

Se eu quiser falar com Deus" 



Dedico este post ao meu amigo Marcos Sabba, pela sua nobreza de caráter, pela sua busca da evolução e pela sua espiritualidade. 
O meu mais profundo Namastê = o meu Deus interno saúda o seu Deus interno.