Carta 30 - Lírios - A campanha dos lírios.

"A paz invadiu o meu coração..." Como é bom sentir paz. E como é difícil exalar paz nos dias de hoje. 

Outro dia conheci um jovem de 24 anos, educado e inteligente, mas o que mais me chamou a atenção foi a PAZ absoluta que ele exalava. Cheguei a perguntar se ele era sempre calmo e, ele, calmamente, balançou, afirmativamente, a cabeça. Sabe o que aconteceu comigo? eu não queria mais sair do lado dele. 

Você costuma se perceber? Ou já se percebeu alguma vez? E já se perguntou que energia você emana? Energia da alegria, do medo ou da raiva? Energia da ansiedade, da agitação (oi, essa sou eu!) ou do nervosismo? Energia da solidão, piedade/vitimização ou manipulação? Energia da quietude e mansidão? Ou você emana a mais pura energia de paz?

Ninguém precisa se tornar um monge budista e viver no Tibet ou dentro de um monastério sem preocupações. Não é isso não. 

E como manter a tranquilidade em tempos de tormenta? Como manter a serenidade no meio de um engarrafamento ou dentro de um ônibus/metro lotado? Como manter a harmonia nos grandes centros urbanos, onde a poluição sonora é ensurdecedora? 

Vamos tentar? Sim, agora mesmo. Ouça a música abaixo, deixe-se envolver por suas notas. Feche os seus olhos. Não pense em nada, apenas respira lenta e pausadamente. Respira outra vez, calmamente, não tenha pressa. Respire pela última vez com tranquilidade. Entregue-se a esse momento de serenidade. 


Como se sente? mais relaxado, né? Agora que você se sente mais calmo, fica mais fácil olhar para as pessoas que te rodeiam, não é mesmo? Fica mais fácil se colocar no lugar do outro, entender como ele se sente. É possível aprender a não julgar, a não criticar, a não impor as suas crenças, a não humilhar, embora você tenha todo o direito (e liberdade) de discordar. Evite fazer cobranças e acusações. Esse tipo de comportamento não gera harmonia.  

Quero lançar a Campanha dos LíriosAgora que você atingiu um ponto a mais na escala da paz, procure ser um MULTIPLICADOR de serenidade. Cada um de nós pode (e deve) exalar tranquilidade. É mais fácil do que você imagina. Em primeiro lugar, seja gentil consigo mesmo, assim você também será gentil com os outros. 

O profeta gentileza dizia que "Gentileza gera gentileza". Você duvida disso? Atraímos as mesmas coisas que emanamos. Você quer que as pessoas te tratem com carinho? Então trate-se com carinho. E como você trata as pessoas? Pense bem. 

Sugiro que eu e você sejamos um MULTIPLICADOR da paz. Sim, porque não? Podemos espalhar serenidade. Podemos ser uma fonte de tranquilidade. Sugiro pequenos gestos. Um bom dia risonho para as pessoas que moram na sua casa. Um elogio, sincero, mas positivo, para a sua empregada ou para o porteiro do seu prédio ou para um colega de trabalho. Você pode lançar um sorriso para o caixa do supermercado ou trocador de ônibus. Você pode ceder a vez no trânsito ou ceder o lugar no ônibus lotado para uma gestante ou no metro para uma pessoa de mais idade. Podemos ser gentis com o planeta, podemos não desperdiçar água ou não poluir ainda mais o nosso mundo. Você joga lixo na rua? Você leva um saquinho e cata lixo na praia? 

Também somos capazes de não permitir que o outro roube a nossa paz de espírito. Quando alguém quiser te irritar, lembre-se de respirar pausadamente antes de retribuir a ofensa. Respire antes de reagir negativamente. Todos nós somos capazes (e merecedores) de manter a serenidade, de reagir positivamente, de gerar uma corrente do bem, através da paz. 

A respiração é um calmante muito valioso e funciona. Experimente e comprove a eficácia da respiração cadenciada. Há um tipo de respiração que eu gosto muito, é a respiração 4x4. Inspirar em 4 tempos, segurar por 4 tempos, expirar por 4 tempos e segurar por 4 tempos. Experimente fazer isso 4 vezes seguidas. Sentimos o coração bater e podemos contar que cada batida seja um tempo. Experimente e relaxe. 

Você aceita a minha campanha dos lírios? Quer ser um multiplicador de paz? Comece agora mesmo. Aceite o meu lírio e passe a diante. 

Nota: Quando ouvi a música tocada pelo David Garret eu fechei os olhos e respirei. Me entreguei ao momento mesmo. Essa melodia me trouxe uma paz profunda.